Como se adaptar e melhores computadores para home office

0

Quais os melhores computadores para home office? Trabalhar em casa exige ter um dispositivo que atenda às suas necessidades, a fim de realizar sua demanda diária e demais tarefas. 

Confira neste artigo os computadores mais indicados para quem tem uma rotina de escritório em casa, utilizando planilhas e outras ferramentas. 

A tecnologia muda muito rapidamente e talvez seja a hora de investir em um novo modelo – um passo essencial para não afetar a sua produtividade.

Além disso, veja dicas para quem está começando ou precisa se organizar melhor para trabalhar de forma remota e muito mais.

O que é home office?

O termo home office, também conhecido como trabalho remoto, baseia-se na flexibilidade das empresas na definição de horários e determinação dos espaços para a realização das tarefas diárias do negócio.

Esta modalidade, que ganhou mais força com a pandemia do Coronavírus, oferece vários benefícios às empresas e aos funcionários, podendo aumentar a produtividade.

A capacidade de trabalhar em casa ou em qualquer lugar, que vai além da mesa do escritório na sede da empresa, é uma tendência crescente que traz muitas vantagens para a iniciativa privada e profissionais autônomos. 

As novas tecnologias permitem estar longe, mas, ao mesmo tempo, muito perto através de espaços virtuais de reunião, plataformas online, arquivos e conteúdos em nuvem bem como a realização de chamadas. Elas permitem conversas instantâneas ou videoconferências de qualquer local, que possua internet.

Esta troca de ideias e comunicações através das redes digitais possibilita reservar o trabalho presencial para reuniões e tarefas que requeiram maior burocracia. 

Para as organizações, o home office se traduz em:

  • menos problemas entre os funcionários, 
  • maior produtividade, 
  • eliminação do absenteísmo, 
  • redução dos custos de produção,
  • economia na manutenção de infraestrutura desnecessária, entre outros benefícios.

Ao mesmo tempo, por parte dos trabalhadores, pode-se citar o aumento da autonomia, uma vez que as pessoas podem canalizar os fluxos de trabalho de acordo com os horários que desejam. 

Permite conciliar a vida profissional com o cuidado familiar, evitando gastos com babás e cuidadores, por exemplo, alimentação fora de casa e custos com viagens no transporte de veículo público ou privado.

Geralmente, todas estas vantagens têm impacto no aumento da satisfação dos colaboradores e, a longo prazo, no aumento da sua produtividade.

Por que fazer home office?

Mulher usando notebook em casa; Post-it
Fonte: Freepik

Os tempos mudaram e, graças aos avanços tecnológicos, cada vez mais pessoas têm a oportunidade de trabalhar de casa, seja para uma empresa ou para o seu próprio negócio. Confira as principais vantagens de trabalhar em casa.

1. Mais tempo para aproveitar a família

Trabalhar em casa, em tempo integral ou parcial, pode ajudá-lo a passar mais tempo com o seu parceiro, filhos e outros familiares uma vez que o espaço compartilhado com a sua família é o mesmo que utiliza para trabalhar.

2. Aumento da qualidade de vida

Evitar o estresse do trânsito diário no caminho para o trabalho significa melhor qualidade de vida para os colaboradores da empresa, fato que acaba promovendo maior produtividade. Uma das principais desvantagens para muitos assalariados é o tradicional horário de expediente, que pode impedi-los de realizar tarefas essenciais, como ir ao banco ou ao médico.

3. Menos distrações

Muitos trabalhadores têm dificuldade de se concentrar em seus locais de trabalho devido ao ruído, falta de privacidade ou simplesmente porque os colegas e outros elementos do local de trabalho tiram sua atenção. 

Trabalhar em casa é uma boa opção para quem precisa criar suas próprias condições de trabalho para se manter focado.

4. Horário flexível

Há quem encontre o seu momento de máxima produtividade antes do nascer do sol ou nas primeiras horas da manhã. Para estes trabalhadores, o teletrabalho é uma grande vantagem, pois permite organizar os seus horários com total liberdade.

5. Esqueça o guarda-roupa

Muitos especialistas recomendam ao teletrabalhador uma rotina semelhante à de quem tem que sair de casa para ir ao escritório ou a qualquer outro local de trabalho. Porém, quem faz home office tem a liberdade de decidir o estilo de roupa que usará durante o expediente, ou seja, pode trabalhar de pijama ou de terno e gravata, se desejar.

6. Chega de trânsito

Grande parte da população reside em cidades onde o trânsito costuma ser um problema comum, principalmente nas horas antes e depois do expediente. Uma das grandes vantagens de trabalhar em casa é não ter que enfrentar os monumentais engarrafamentos que desperdiçam tanto tempo, energia e dinheiro.

Como se adaptar ao home office?

Com a mudança repentina para o trabalho remoto, o home office é o novo padrão para trabalhadores em várias partes do mundo. 

No entanto, nem todos apreciam a modalidade,  uma vez que é preciso se adaptar em casa para ter um dia de trabalho produtivo e conseguir realizar as atividades necessárias. Confira, a seguir, quais as principais dicas para se adaptar ao home office.

1. Respeite o tempo de trabalho em casa

Trabalhar em casa é benéfico, mas há muitas distrações já que você tem mais liberdade e a família por perto. Alguns ajustes precisam ser realizados antes de realizar o trabalho.

O primeiro passo é desativar as notificações de redes sociais e quaisquer aplicativos que não façam parte do trabalho em seu celular e/ou desktop.

Garanta que a sua programação inclui intervalos. Embora você deseje aumentar a produtividade e terminar logo, não parar de vez em quando pode ser mais prejudicial do que benéfico.

No entanto, você deve manter as pausas separadas do seu horário de trabalho. Por exemplo, trabalhe 6 horas por dia, com 1 hora de almoço ou menos.

Um dos grandes desafios é acompanhar o seu trabalho. Em um ambiente de escritório, você pode encontrar alguém ao passar por sua mesa ou iniciar uma conversa durante um intervalo, lembrando-o de algo que você esqueceu ou gerando uma ideia que poderia resolver um problema.

No final do dia, quando você chegava em casa, tinha uma sensação de realização. Para simular este efeito em home office, certifique-se de traçar metas para o dia, saindo de cada período de trabalho com a sensação de dever cumprido.

2. Ferramentas de trabalho

Certifique-se de que seu computador esteja carregado antes de iniciar uma reunião. Não há nada pior do que ver o status da bateria em vermelho durante uma chamada ou concluindo algo importante. 

Sem dizer que você pode perder algo importante, caso a bateria descarregue inesperadamente.

3. Trabalhe em casa de forma eficaz

Quando as pessoas se cansam ou estão indispostas, sua produtividade diminui, e trabalhar ou estudar em casa pode ser muito cansativo e monótono. Portanto, realize o seu cronograma de acordo com os horários de interação familiar. 

Por exemplo, se o lanche é às 15 horas, você pode separar 15 minutos para conversar e comer algo, ou, defina o mesmo horário de almoço. Com as pausas, o trabalho se torna menos cansativo e você volta à rotina de escritório.

4. Mantenha a vida familiar equilibrada 

Para muitos pais, o desafio é descobrir como ser produtivo trabalhando em casa, administrando também os filhos. 

O ideal, se tiver flexibilidade, é produzir no período em que as crianças são menos ativas, como durante a manhã. Procure deixar as crianças entretidas enquanto trabalha, assistindo a um desenho em volume baixo, realizando atividades educativas, entre outras opções.

5. Cuidar da sua saúde mental é vital 

Com muitas notícias preocupantes e a necessidade de adaptações constantes, é normal que as pessoas se sintam ansiosas e tensas, como tem acontecido ao longo da pandemia do Coronavírus.

Ainda há um estigma em relação a cuidar da saúde mental, mas é importante lembrar que, se você está tendo dificuldades enquanto trabalha em casa, não está sozinho.

Se você sentir que está tenso, tente conversar com um amigo, parente ou colega. Além disso, à medida que o distanciamento social se faz necessário, mais e mais consultas online são oferecidas por profissionais de saúde.

Aproveite que a sua família está por perto, pois, mesmo que seja mais difícil se concentrar no trabalho, você pode abraçar algum parente ao se levantar para pegar água ou ir ao banheiro.

6. Defina um local de trabalho específico

Você deve lidar com a tentação de trabalhar no sofá, na cama ou na cozinha, pois, para promover a concentração e a performance, é necessário delimitar claramente em que parte da casa você ficará, criando um ambiente propício.

O espaço de trabalho deve ser oposto às distrações, longe da televisão, do corredor e trânsito de pessoas, do quarto barulhento das crianças, da cama e do sofá próprios para relaxar, entre outros locais.

Caso não tenha a possibilidade de montar o escritório em algum cômodo vazio, separe um canto na cozinha, quarto ou outro local mais afastado e silencioso.

7. Arranje uma boa luz

Garanta que o local de trabalho fique perto de uma janela que permita a entrada de luz natural ou pelo menos uma boa iluminação artificial, melhor difundida e bem posicionada para evitar reflexos na tela e não forçar os olhos.

8. Atenção à ergonomia

O computador deve ocupar a posição principal da mesa e a tela dele ficar o mais longe possível de você, a uma distância mínima de 40 cm, a fim de evitar problemas visuais.

Claro, uma boa mesa e uma cadeira confortável são essenciais. Lembre-se que você passará muito tempo nelas, falando ao telefone, mexendo no computador ou fazendo muitas anotações.

Busque uma estação de trabalho com profundidade de 75 cm ou mais, permitindo atender à exigência de apoiar os antebraços, além de poder esticar as pernas, regular o assento um pouco (é uma boa ideia colocar um apoio para os pés). É importante que tenha aberturas para passagem de cabos.

Em relação à cadeira, opte por um modelo que permita deixar as costas em posição reta, com tamanho que não atrapalhe ou cause desconforto ao trabalhar.

9. Mantenha seu espaço bem organizado

Esta dica é fundamental para um trabalho em boas condições, fluxo de concentração e criatividade. Reserve um tempo para organizar seu espaço de trabalho, mantendo o foco. Use elementos que permitam o armazenamento e a classificação de seu material e documentos de forma simples e invisível.

A organização é essencial para evitar distrações, perda de tempo ao procurar itens, além de contribuir para uma melhor produtividade.

Quais os melhores computadores para home office?

Notebook Dell Inspirion
Fonte: Dell

Ter uma boa infraestrutura à disposição pode ser um incentivo extra para trabalhar em casa. Confira, a seguir, quais os melhores computadores para home office.

Notebook Essencials E30

O Essencials E30, como o próprio nome sugere, possui funções essenciais para quem deseja praticidade, bom desempenho e rapidez nas atividades diárias. Ele possui o processador Core i3 7020U que, mesmo sendo antigo, ainda é um dos melhores para necessidades básicas, além do chip de velocidade de 2,3 GHz e sua tela Full HD.

Ele é ideal para quem precisa do computador para trabalho ou estudos a fim de acessar aplicativos de produtividade, navegar na internet, usufruir de plataformas streaming e mídias, entre outros.

Notebook DELL INSPIRON I15-3584-A10P

O notebook Dell Inspirion, possui 4GB de RAM, SSD 128 GB e processador Core i3 da sétima geração, que entrega uma performance essencial para quem precisa de um computador com ótimo desempenho para tarefas mais básicas como trabalho e estudos.

Uma das principais vantagens é que o notebook vem com SSD de fábrica, o que é um ótimo benefício.

NOTEBOOK ACER ASPIRE 3 A315-42G-R5Z7

O Acer Aspire é outro modelo para home office, pois sua versão é ideal para tarefas básicas e intermediárias, bem como execução de planilhas, acesso a plataformas, internet e documentos de texto, além de outros.

O modelo possui uma placa de vídeo dedicada, ideal para quem trabalha com arquitetura, edições de vídeo e design, entre outros. Este notebook possui 8GB de RAM, HD com 1TB e tela HD.

NOTEBOOK ASUS ZENBOOK 14 UX433FA-A6472T – CORE I7

Com um forte apelo visual, o ASUS ZENBOOK é um computador com performance e características que impressionam e atendem aos altos níveis de exigência. 

Oferece uma perfeita execução de aplicativos de escritório, mesmo com diversas abas abertas de forma simultânea, além da velocidade na realização de tarefas.

A tela desse notebook tem ótima resolução, sem contar que é um aparelho compacto, adequado para quem possui rotinas de trabalho intensas.

Computador ALL IN ONE LG 22V280-L.BJ31P1

É um bom computador para tarefas rotineiras, como estudo e trabalho de escritório. Com design moderno, o All In One possui 4GB de RAM, HD com 500GB, tela Full HD e processador Intel Celeron N3450.

Um dos maiores benefícios deste modelo é ser customizável, ou seja, pode-se aumentar a capacidade de armazenamento e memória RAM facilmente.

Como gastar menos com computador no home office

Os computadores em geral consomem uma grande quantidade de energia, significando gastos maiores na conta de luz ao trabalhar em home office. 

Além disso, caso sejam utilizados de forma inadequada, podem ocorrer problemas, resultando em gastos com manutenção ou a necessidade de comprar um novo computador.

Confira, a seguir, como gastar menos com computador no home office.

1. Ajuste o brilho do monitor

Quanto mais brilhante for, maior será o consumo de energia. Você pode reduzir o brilho do monitor quando ele estiver em uma sala com pouca incidência de luz, pois seus olhos ficarão mais sensíveis, reduzindo também o cansaço visual.

2. Desligue o protetor de tela

Os protetores de tela não economizam energia. Na verdade, alguns deles com recursos gráficos muito fortes podem causar o uso de energia dupla e também impedir que o PC entre no modo de hibernação.

3. Use um monitor LCD

As telas de cristal líquido (LCD) usam, em média, 50% a 70% menos energia do que os monitores CRT (tubo de raios catódicos) convencionais. 

Com 8 horas de operação diária, a energia economizada com um LCD, em comparação com um CRT, pode geralmente exceder 100 quilowatts por ano.

4. Prefira o modo economia de energia

Configure o monitor para entrar no modo economia de energia após 20 minutos de inatividade e desligue o disco após 30 minutos parado. Isso pode ser feito no ícone “Opções de energia”, localizado no painel de controle do Windows. 

Ao alterar estas configurações, você pode ajudar a reduzir o consumo de energia do computador quando não estiver usando.

5. Desligue e inicialize

Se você ficar longe do computador por mais de duas horas, desligue-o. Em média, ele ainda pode consumir cerca de 100 watts. Uma alternativa é colocá-lo em modo de espera. 

Apesar de muitos acharem que pode danificar o aparelho, desligar e iniciar o computador diariamente é um bom hábito para a manutenção adequada do mesmo.

6. Desconexão

Em média, 40% da eletricidade usada para fornecer energia aos aparelhos eletrônicos domésticos ou de escritório continua sendo consumida quando os aparelhos são desligados e ficam na tomada. Isso é equivalente a 10% do consumo total.

Ao desconectar os dispositivos da tomada, você pode reduzir custos e ainda ajudar o meio ambiente.

7. Desconecte os carregadores

Retire o carregador do laptop depois de carregado. Caso contrário, continuará usando a mesma energia do aparelho. Conecte o mesmo apenas quando a bateria estiver acabando.

8. Limpe o sistema operacional do seu computador

Isso reduzirá a carga de programas no estado inativo, pois são os que mais consomem energia. Para verificar a carga no estado ocioso, inicie o Gerenciador de Tarefas.

Com as dicas deste artigo, com certeza, o home office será mais agradável e produtivo. Aproveite-as e boa sorte!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.