Quais as tendências das casas conectadas esse ano?

0 22

A tecnologia tem chegado a todos os campos da nossa vida e tem se incorporado cada vez mais em nossas casas. Falaremos das casas conectadas que se apresenta como um conceito futurista. No entanto, há cerca de 10 anos atrás era visto como algo de difícil acesso. Nos últimos anos, grandes empresas como a Google e a Apple iniciaram o seu processo de fabricação de alto-falantes inteligentes sendo uma porta aberta para que os usuários entrassem no mundo da automação residencial.

A automação residencial veio então facilitar a vida de todos nós pois a sua evolução constante visa conectar todos os eletrodomésticos para ajudar os usuários em suas rotinas domésticas, num momento como esse em que cada vez mais pessoas podem contratar internet para casa.

Ano após ano temos vindo a descobrir novos usos nunca antes pensados. Entre muitas outras, estas têm sido as tendências da casa conectadas ao longo desse ano:

Inteligência artificial, Internet das coisas e 5G

A chegada da 5G, e consequentemente mais cobertura de fibra,  promete mudar tudo, e quem o diz são as empresas que estão envolvidas na sua criação e distribuição. As características da rede 5G vai permitir que os dispositivos inteligentes sejam muito mais independentes, mas que tenham um sistema operacional compatível.

Para o uso correto do 5G, grandes fabricantes já estudam como realizar sua união com tecnologias de inteligência artificial conectadas por meio da IoT (internet das coisas).

Com esses três fatores como pilares da casa inteligente, segurança, lazer ou ar condicionado serão muito mais fáceis de gerenciar e realizar.

A invasão de lâmpadas inteligentes

As lâmpadas inteligentes chegaram ao mercado há mais de cinco anos, mas as vantagens do seu uso nunca foram tão divulgadas como nos tempos atuais. Talvez seja cedo para dizer que já existem em todas as casas, mas já podemos garantir que todos conheçam alguém que tenha uma lâmpada inteligente em casa.

A lâmpada conectada é o segundo objeto mais comprado no setor de automação residencial, logo após do alto-falante. Um dos principais usos desse dispositivo é controlar a iluminação da casa de forma remota. Para esse ano, se esperava que as lâmpadas inteligentes aumentassem ainda mais suas vendas e chegassem mais casas.

Do alto-falante inteligente ao cérebro doméstico

Os alto-falantes inteligentes também estão evoluindo. Os fabricantes desenvolvem novas funções que são aproveitadas pelas marcas para atingir seus públicos. É um ciclo natural que começou a transformar o alto-falante em um display inteligente que funciona como o cérebro da casa conectada.

Não é um tablet, mas um dispositivo fixo que permite configurar todos os eletrodomésticos inteligentes da casa a partir do ponto mais movimentado da casa: a cozinha. Um exemplo é o GE Kitchen Hub, uma tela que chegou à CES 2019 para deixar de lado seu status de protótipo e mostrar o que será uma das tendências de casas conectadas em 2020.

Sistemas para purificação de ar

Os sistemas inteligentes de purificação do ar irão ser incorporados nas conectadas, pouco a pouco, ainda esse ano. Pode ser cedo cedo para vê-los nas residências com seu lançamento recente, no entanto os dispositivos de monitoramento do ar serão um dos principais benefícios das casas inteligentes.

No mercado já existem alguns dispositivos como o Aura Air que foi lançado em 2019 com um objetivo: detectar elementos prejudiciais aos usuários, como fumaça e alérgenos, e purificar o ar eliminando toxinas. É possível que esses aparelhos possam detetar outros elementos que podem ser alarmantes de acordo com a configuração da pelo usuário. O aparelho conseguirá alertar todos os moradores da casa através de voz.

O pequeno eletrodoméstico também será inteligente

Desde o mais simples aparelho até ao mais atual e complicado, o que é certo é que a palavra “inteligente” já pode ser aplicada a tudo.

Não é difícil encontrar elementos como difusores de cheiros inteligentes que se adaptam aos horários dos inquilinos e aspiradores de pó independentes que limpam a casa quando eles não está ninguém. O ano de 2020 foi apresentado como o ano em que o pequeno eletrodoméstico também se transformaria em inteligente para se adaptar às características da internet 5G e alcançar a casa conectada perfeita.

As novas tecnologias vieram mudar o panorama das nossas casas e com elas trouxeram um novo conceito: casas conectadas.

Se em 2018 o alto-falante inteligente já prometia ser  o rei da casa, a chegada da rede 5G e sua união com a IoT e a inteligência artificial vieram transformar por completo a nossa forma interação com a nossa casa. A pergunta que agora deve ser colocada a todos os usuários é: como você deseja que sua casa conectada seja a partir desse ano?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.