Qual estratégia aplicar no seu e-commerce

0

Com os hábitos de consumo cada vez mais voltados para a internet devido à transformação digital, modelos de negócios que atendem esse meio, como o e-commerce, ganham cada vez mais espaço.

Também chamado de comércio eletrônico, esse modo de atuação consiste em, basicamente, uma plataforma própria da empresa, em que seus serviços e produtos são disponibilizados.

Essa definição é importante, especialmente, para que o conceito de e-commerce fique claro e não existam confusões em relação ao marketplace, que também abrange transações digitais, porém, conta com a atuação de diversas empresas em somente uma plataforma.

De qualquer maneira, nesse ambiente é indispensável identificar quais são as estratégias de marketing mais favoráveis para que cada empresa, seja da área de materiais elétricos, com produtos como tomada 20 amperes ou de qualquer outro setor, alcance adequadamente sua audiência e fortaleça sua imagem.

Entre as estratégias de marketing digital amplamente empregadas nesse modelo de negócio, estão:

E-mail marketing

O e-mail marketing pode ser utilizado para as mais variadas finalidades, tanto para nutrir o relacionamento com consumidores quanto para converter clientes em potencial.

O mais comum é que as empresas enviem e-mails sobre a conclusão do cadastro ou de uma aquisição na plataforma, porém, trata-se de uma plataforma versátil, que também pode ser usada para enviar informações sobre descontos, abandono de carrinho ou, até mesmo, para divulgar outros canais.

Nesse contexto, ao dar ênfase nas possibilidades de conversão, é interessante abordar que não apenas uma relação mais próxima é alcançada, como a construção de uma base diversa e sólida de contatos.

A fidelidade pode ser trabalhada a partir desses pontos, inclusive, com abordagens personalizadas a partir dos dados obtidos.

No entanto, caso uma loja de decoração, que comercializa produtos como papel de parede imitando madeira ou de qualquer outro setor, queira alcançar uma lista de e-mails qualificada, é imprescindível contar com um espaço específico na plataforma para a obtenção de dados.

Por exemplo, um formulário pode ser disponibilizado para obter informações como e-mail, nome e telefone.

Nesse caso, o ideal é que a empresa ofereça algo de valor para estimular o fornecimento dos dados, como um e-book ou materiais exclusivos.

Ademais, plataformas específicas para a automação de táticas de marketing digital podem ser empregadas e, no caso do e-mail marketing, é interessante prezar por sistemas que viabilizam a segmentação para que os conteúdos sejam entregues de uma forma ainda mais precisa.

Afinal, os contatos podem ser organizados de formas variadas, por exemplo, com base nos seguintes fatores:

  • Idade;
  • Localidade;
  • Aquisições anteriores;
  • Interações na plataforma;
  • Ocupação.

É válido abordar que a segmentação é interessante para qualquer estratégia de marketing digital adotada, principalmente por contribuir com que as ações comerciais sejam mais assertivas.

Marketing de conteúdo

O e-mail é um dos canais em que o marketing de conteúdo pode ser trabalhado, porém, essa é uma estratégia muito ampla e para compreender sua importância para as empresas que possuem um e-commerce, é interessante abordar outros pontos.

Em primeiro lugar, é importante ter consciência de que o conteúdo é cada vez mais valorizado e que antes de concretização de uma compra online, muitas vezes o usuário realiza uma pesquisa.

Por exemplo, na busca por caneca personalizada com foto ou qualquer outro item, o conteúdo tem impacto na atratividade, bem como no posicionamento da plataforma da marca no mecanismo de pesquisa.

Além desse fator, deve-se considerar que se por um lado as compras online ultrapassam diversas barreiras em relação às lojas físicas, como aquisições a qualquer momento e a  partir de qualquer local, por outro, a confiabilidade deve ser trabalhada de forma redobrada.

Afinal, o consumidor não tem o mesmo contato com os produtos e profissionais da marca. Como exemplificação, pode-se citar a aquisição de um pallet de madeira, em uma loja física, naturalmente, será possível analisá-lo.

Por essa razão, o conteúdo é significativo para o comércio eletrônico, o que envolve desde a estruturação de descrições e escolha das imagens até a criação de blogs e perfis em redes sociais para potencializar a atração e envolvimento da audiência por meio de conteúdos enriquecedores.

Páginas na própria plataforma do e-commerce ou no blog também podem reforçar a confiança do cliente, ao mesmo tempo em que uma percepção positiva da marca é construída.

Um grande exemplo é a FAQ (Frequently Asked Questions), uma página de perguntas frequentes em que as dúvidas de maior destaque dos clientes podem ser resolvidas.

Soma-se a esse ponto o fato de que outras estratégias, como o SEO (Search Engine Optimization), podem ser empregadas de forma complementar para dados ainda mais satisfatórios.

Por exemplo, ao salvar as imagens de grampeador de madeira, é interessante que o arquivo conte com a marca e a nomenclatura do produto.

Para que, de fato, o blog e plataforma sejam otimizados para alcançarem um bom posicionamento nos mecanismos de pesquisa, é interessante analisar quais opções podem ser exploradas com cautela.

Mídia paga

Conforme citado, as táticas podem se complementar e, naturalmente, quando se trata do tempo para retorno de cada estratégia, a relatividade ganha destaque. 

No entanto, de um modo geral, os anúncios normalmente apresentam resultados mais ágeis devido a metodologia, uma vez que as alternativas já citadas, visam o tráfego orgânico.

Portanto, para obter bons frutos em um curto período de tempo, é importante apostar nos anúncios pagos.

Por exemplo, uma empresa que vende rede de proteção para janelas, pode apostar em campanhas nas redes sociais e nos mecanismos de busca.

Entre as principais vantagens dessa opção, é válido citar:

  • Flexibilidade do orçamento;
  • Formatos variados de anúncios;
  • Possibilidade de segmentação;
  • Monitoramento de resultados.

Naturalmente, esses fatores variam de acordo com a plataforma escolhida para empregar os anúncios do e-commerce.

Mas, de um modo geral, as empresas não precisam investir um valor relativamente alto desde o início, além do fato de que as ferramentas normalmente são versáteis e permitem a análise do desempenho de cada ação.

Dicas para aplicar as táticas comerciais 

Algumas questões básicas devem ser vistas, por exemplo, na venda de itens como whey protein para emagrecer, o empreendedor deve ter clareza sobre o consumidor, segmento adotado, concorrentes diretos, tendências, entre outros aspectos.

Basicamente, é algo que pode ser resolvido ao realizar uma pesquisa ampla e precisa de mercado, o que é fundamental para a atuação de qualquer empresa, até mesmo para a elaboração de um plano de negócios consistente.

Sem dúvidas, as ações que se adequam ao público de uma instituição que disponibiliza película antivandalismo são distintas de outros setores e, muitas vezes, de negócios da mesma área.

Afinal, uma empresa reúne suas particularidades e, por essa razão, é importante que  exista a identificação das metas mais específicas de acordo com a persona, que é a representação do cliente ideal da marca, em que pontos como ambições, dores e consumo de conteúdo são avaliados.

Além desses fatores, é interessante observar que cada vez mais os usuários acessam as plataformas por meio de diferentes dispositivos, o que envolve telas variadas.

Por esse motivo, investir na experiência mobile é significativo, tanto para garantir que os clientes em potencial e já consumidores tenham um acesso satisfatório, quanto para identificar soluções de marketing que se adequam a esse tipo de navegação.

Quais métricas avaliar?

A análise de resultados é fundamental para que qualquer área tenha clareza sobre o desempenho das ações comerciais e realize os ajustes necessários.

Além da importância de acompanhar métricas, é preciso identificar quais são as mais adequadas de acordo com cada marca e seus objetivos.

No caso do e-commerce, de um modo geral, as métricas de maior destaque são:

Abandono de carrinho

O abandono de carrinho pode acontecer por diversas razões, e quando a taxa está alta, é fundamental que a empresa identifique as possíveis causas.

A taxa corresponde ao número de pessoas que efetuam a compra e o número de usuários que inserem os produtos no carrinho, com a multiplicação por 100.

Os problemas podem estar relacionados ao pagamento, organização do carrinho, entre outras possibilidades.

Ticket médio

De um modo geral, o ticket médio representa quanto que é gasto pelo cliente no e-commerce, o que é fundamental para guiar as estratégias e ajustar o plano de negócio da marca.

Nesse caso, é preciso averiguar o número de vendas feitas e a quantidade de clientes, porém, deve-se considerar que diversos fatores podem influenciar nesses números, como datas comemorativas e feriados.

CAC – Custo de Aquisição de Clientes

Com as informações abordadas ao longo do texto, pode-se perceber que a aquisição de um cliente envolve diversos esforços e, nesse caso, abordar o CAC, é uma métrica importante para identificar o investimento envolvido.

Para isso, é preciso somar o número de clientes conquistados e analisar a relação com todos os investimentos. Portanto, a o setor financeiro da marca pode ser mais positivo conforme o CAC é menor. 

De qualquer forma, outras métricas podem ser cruciais e, por esse motivo, é indispensável ter clareza no planejamento e o suporte de profissionais qualificados para manter um bom desempenho nas táticas comerciais empregadas.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.